Coruja-rasga-mortalha


Coruja-rasga-mortalha
Tyto furcata

Comportamento
De hábitos noturnos, prefere presas vivas. Se perturbadas, balançam o corpo lateralmente. Amendrontadas e sem poder fugir, jogam-se de barriga para cima, enfrentando o perigo com as poderosas garras que lançam para frente.

Conhecido também como coruja-das-torres, coruja-da-igreja, rasga-mortalha (Maranhão, Pernambuco) ou suindara, é uma espécie de coruja muito comum no Brasil, bastante conhecida por nidificar em torre de igrejas e locais habitados (razão de um de seus nomes comuns).
Está entre as aves mais “úteis” do mundo, no que se refere à economia do homem, pois consomem muitos roedores, principalmente nas proximidades de habitações humanas. A rasga-mortalha é uma coruja que possui fama de agourenta em algumas regiões do Brasil (lenda).

Emite Grito fortíssimo, “chraich” (“rasga-mortalha”), que emite frequentemente durante o voo. Quando se assusta durante o dia ou quando quer amedrontar, bufa fortemente podendo estalar com o bico.

Descrição
Possui em média 36 cm de comprimento e envergadura de 75 a 110 cm , as fêmeas pesam em média 570 g e os machos 470g. É uma espécie muito especializada, caça suas presas localizando-as principalmente pela audição. Possui dois discos faciais bem destacados, em forma semelhante a um coração, que ajuda a levar o som até a entrada dos ouvidos externos.

Bioma / Habitat
Todo território.

Ocorre em todo Brasil.

Foto: Conceição Garcia Bianchin
Aves do Brasil - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Arara-azul-grande